O poder do amor

Captura de ecrã 2018-04-13, às 22.57.15

Há oportunidades que nos surgem na vida que temos que agarrar. Esta foi uma delas. A Carolina é uma personagem pública, podem dizer-me que este foi o principal fator mas curiosamente não foi o principal. O principal fator que me fez aceitar este trabalho foi o mesmo que me fez aceitar tantos outros – o amor.

Num mundo de sucessivos encontros andamos todos desencontrados. Quando eu tenho a oportunidade de trabalhar com duas pessoas que no momento do seu encontro não tiveram medo, não fraquejaram e fizeram o que de mais nobre podiam ter feito – amaram-se – eu não nego, eu não fujo eu contribuo em tudo o que posso.

A Carolina é uma mulher forte por quem eu nutro muita admiração. É uma mulher independente. Que não se deixa abalar pelas opiniões contrárias às suas e que segue confiante em si. A Carolina é uma mulher que ama. Que multiplicou o seu amor, triplicou e quadruplicou! E o Gonçalo é um homem gigante muito além do seu tamanho, é gigante porque tem a capacidade de amar e naqueles quase dois metros guarda quatro mulheres.

Fico muito grato por ter tido a oportunidade de testemunhar este amor tão bonito! Para vocês a felicidade toda do mundo!

Captura de ecrã 2018-04-13, às 22.59.46

Captura de ecrã 2018-04-13, às 23.00.17

Captura de ecrã 2018-04-13, às 23.00.48

Captura de ecrã 2018-04-13, às 23.01.28

Captura de ecrã 2018-04-13, às 23.01.54

Captura de ecrã 2018-04-13, às 23.02.26

Captura de ecrã 2018-04-13, às 23.02.53

Captura de ecrã 2018-04-13, às 23.03.12

Captura de ecrã 2018-04-13, às 23.03.28

Fotogafia: Rui Valido
Styling: Gonçalo Mello
Jarras de vidro: Sanimaia

Quero deixar um agradecimento muito especial a toda a equipa e à familia por me terem recebido tão bem.

Com carinho,

Luís

Passionate Brides by Pedro Netto

A convite do Pedro Netto entrei neste projeto do qual muito orgulho tenho. O desafio era criar quatro ramos de noivas com diferentes temas. Um para cada estação do ano. Achei este trabalho desafiante e claro aceitei. Quatro ramos completamente diferentes, com formatos distintos.

28685698_1877310878977486_2634604633413101181_n

28472033_1877310968977477_8154078966882232246_n

28576008_1877310888977485_1902628866701755876_n

Para esta noiva eu decidi desenvolver dois trabalhos diferentes. Uma peça para o cabelo, para rematar o penteado. E com a mesma linguagem um ramo largo com flores em tons de rosa, lilás e branco com detalhes a dourado.

29066887_1886527841389123_4431906525732143104_n

29133274_1886527784722462_6562230752887439360_n

28828708_1426278530810099_3809463739722433072_o

Para este vestido decidi trabalhei o ramo longitudinalmente. Como é um vestido com movimento e volume um trabalho mais elegante e fino acaba por funcionar melhor.

28947723_1433263956778223_6713002803445008055_o

passionatebrides-69

28954472_1433263960111556_1727923014843573830_o

Esta noiva como veste um vestido muito trabalhado com bastante detalhe optei por criar uma peça para a cintura. É uma peça diferente que surge como opção para as noivas que preferem não levar nada nas mãos mas que não dispensam as flores naturais no look.

passionatebrides-42

passionatebrides-51

passionatebrides-40

Por fim vemos um vestido extravagante, com muita personalidade onde optei por criar um ramo redondo, em tons de branco que funciona em plena harmonia com o vestido.

 

Foto: Ninho
Direção Criativa e Cabelo: Pedro Netto-Hairstylist
Maquilhagem: Tânia Morais Makeup
Styling: Sara Cardoso
Flores: O Filho da Rosa
Vestidos: Jesus Peiro Porto
Sapatos: Crème Caviar
Joias: Carolina Curado
Brides: Ana Margarida Ribeiro Paula Azevedo Andreia Sofia Tatiana Monteiro

 

Com carinho,

Luís

Dia da Mulher

3

Às minhas super mulheres, que não usam capa, quanto muito uns collants às vezes. A todas as minha mini mulheres que ainda estão a descobrir o seu super poder mas que muito em breve vão seguir as pisadas de todas aquelas que as antecederam. A todas as profissionais que me deixam boquiaberto com a qualidade do seu trabalho. A todas aquelas que me inspiram. A todas as que são mães, donas de casa, filhas, avós, profissionais, amigas, companheiras, chefes, educadoras, ou tudo isso junto: hoje e sempre feliz dia! A vocês eu devo tanto! Obrigada às minhas mulheres!

2

IMG_7655

5.jpg

4.jpg

Um especial agradecimento à Casa dos Óculos e à Ótica Pacense.

Com carinho,

Luís

O aniversário do Leonardo

IMG_6460

Família é o nosso porto de abrigo. É um conjunto de pessoas que nos são dadas pelo universo. É o conjunto de pessoas que nos ensina tudo sobre o amor e sobre a tolerância. É quem cuida de nós quando estamos mais frágeis e quem nos apoia e segura em todos os momentos da nossa vida. Família é quem aceita as nossas manias. É quem nos ama mesmo com todos os nossos defeitos e que admiram cada uma das nossas qualidades.

Esta festa de aniversário foi a prova que a família é tudo isto e muito mais. Foi um pedido da mãe para festejar mais um ano da vida do seu filho de 9 anos. E assim foi a festa do Leonardo, uma mesa cheia de flores, de alegria e de brilho para celebrar o pequeno Leonardo.

IMG_6468

IMG_6470

IMG_6478

IMG_6464

IMG_6473

IMG_6474

IMG_6462

Com carinho,

Luís

Passatempo – Decoração Despedida de Solteira

IMG_6433

O casamento é um passo muito importante na vida de um casal. Tanto para o homem como para a mulher é um dia especial que marca o começo de uma nova fase a dois. A mulher recebe um dia de princesa, onde é o centro das atenções. (Perdoem-me os noivos mas a curiosidade é apenas quanto ao vestido da noiva) São elas que brilham neste dia tão importante. No dia em que prometem na saúde e na doença, estar ao lado do seu companheiro até que a morte os separe.

Este é um compromisso importante para a mulher mas acreditam antes desse “sim” já houve outro que foi muito mais importante, foi o “sim” que ela disse às amigas, anos antes deste compromisso. O sim à amizade, o apoio recebido e dado em horas difíceis, as noites sem dormir, os medos, as angústias, o amor. No mês em que o Filho da Rosa faz anos decidi comemorar a amizade. E decidi oferecer uma decoração para uma despedida de solteira. Porque o amor entre o casal é mágico mas o amor entre amigas é de outro mundo, é coisa de alma! Então eu quero celebrar a amizade!

IMG_6441

IMG_6443

IMG_6440

decoração: O filho da Rosa
bolo: Bakewell

Para participar basta:

1- Fazer um gosto na página do Filho da Rosa –facebook.com/ofilhodarosaoficial
2- Seguir a página do Filho da Rosa no Instagram – instagram.com/ofilhodarosaoficial
3- Deixar um comentário no post do Instagram onde anuncio o concurso marcando três amigos.
Infelizmente este CONCURSO É APENAS PARA AS MENINAS DO NORTE DO PAÍS. Peço imensa desculpa às madrinhas do centro e do sul, prometo pensar em alguma coisa em breve para vocês! A escolha será aleatória. O passatempo decorre até à próxima Quarta-Feira, dia 21 de Fevereiro.
Boa sorte!

Sete anos d’O Filho da Rosa

9

Hoje O Filho da Rosa completa sete anos. Quando me perguntaram o que eu mais fiz durante os últimos anos eu respondi amadureci. Eu sei que esperavam outra resposta, mas mais do que festas, decorações, sessões fotográficas, colares e montras o que eu mais fiz foi amadurecer.

Mas o que é isto de amadurecer afinal? É quando te obrigam a saltar do ninho e voar? Ou é quando a mesada desaparece e percebes que afinal esse tal de salário dura pouco? Amadurecer é receber visita da saudade. É precisar de marcar as próprias consultas. Amadurecer é descobrir que os legumes só aparecem sozinhos no frigorífico da mãe mas nunca no nosso. É perceber que, infelizmente, nem tudo corre bem, nem tudo tem solução. Amadurecer é aprender a curar as próprias feridas. É saber que a palavra desilusão tem cara, morada e nome próprio. Amadurecer é chegar ao final do dia sem esperança e acordar de manhã com fé.

No dia em que percebes que estás a amadurecer é quando festejas os aniversários com outro sabor. É quando um suspiro antecede a resposta à pergunta “Quantos anos fazes?”. É quando o número fica pesado, o tempo curto e a ansiedade aumenta. Então começas a festejar de outra forma, mais sensata e de olhar firme. É quando paras para sorrir à vida para que ela não se esqueça de ti. É quando dás sossego ao sossego que a vida não te dá. É quando festejas as tuas bênçãos e esqueces as tuas derrotas. É quando marcas um dia para ser feliz no calendário. Escolhi este dia da minha agenda para voltar às minhas raízes. Voltar a quem me fez o que sou. Voltar ao que me abraçou. Decidi comemorar com os clientes destes últimos sete anos. Decidi criar uma coleção-cápsula para marcar esta data. Uma coleção extravagante, forte e irreverente, tal como O Filho da Rosa.

2

1

3

5

4

6

7

8

Todos os colares encontram-se à venda. Para mais informações contactar por email – ofilhodarosa@gmail.com – ou por mensagem no facebook

 

Com carinho,

Luís

O Filho da Rosa para a Faire magazine

Hoje é um dia bom. Não me interpretem mal, o mundo não se transformou num lugar melhor. Mas hoje é um dia bom. Perdoem-me o egoísmo, mas o dia de hoje vai ficar guardado como um dia muito bom.

Tal como toda a gente, também eu me deparei com momentos menos bons na vida. Não nasci num berço de ouro, melhor, nasci num berço de amor. E foi esse mesmo berço que me fez o que sou.  Ensinaram-me a lutar e a manter-me em pé. Saltei do ninho sem pára-quedas, andei pelos caminhos da vida sem rede de segurança. E lutei muito durante estes últimos anos. Hoje a poucos dias de ver O Filho da Rosa a fazer sete anos saiu a minha primeira entrevista.

Captura de ecrã 2018-02-01, às 20.55.20

Captura de ecrã 2018-02-01, às 20.55.33Captura de ecrã 2018-02-01, às 20.55.45

Pode não parecer nada, mas para mim é muito. Para mim é sinal de reconhecimento. É mais um passo nesta longa estrada que fiz de carreira. É mais uma piso nesta casa que fiz de lar. Obrigada a todos os que me permitiram chegar aqui. Obrigada aos meus amigos que caminham ao meu lado diariamente. Aos que vibram a cada conquista. Aos que choram as minhas dores. Aos que comemoram as minhas vitórias. A todos eles o meu muito obrigada.

E um agradecimento especial por esta entrevista  ao Fábio Sernadas e à Ana Maia. Muito obrigada, do fundo do meu coração.

Podem ler o resto da entrevista AQUI

Com carinho,

Luís Silva